quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Funcionalismo público de Minas Gerais está parado nesta quinta-feira

fonte: O Globo

Os trabalhadores públicos do estado organizam uma manifestação, nesta quinta-feira, para reivindicar questões relacionadas ao reposicionamento da carreira do funcionalismo. A concentração terá início às 13h, na Praça Afonso Arinos, no centro de Belo Horizonte.

Setores como educação e saúde aderiram ao movimento e funcionários de órgãos como a Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), a Fundação Ezequiel Dias (Funed) e o Hemominas confirmaram presença no evento, ao qual se unirão também os hemocentros de Montes Claros e de Divinópolis.

Os serviços básicos serão mantidos em escala mínima, com 30% de atendimento. Os manifestantes intentam seguir até a Praça da Liberdade numa passeata que deve ter duração de cerca de duas horas.

A categoria propõe uma correção na proposta realizada pelo governo estadual recentemente. O estado sugeriu reposicionar os trabalhadores que contariam cinco anos de serviço para a progressão e dois anos para a promoção por escolaridade. Os sindicatos do funcionalismo não aceitaram a resolução e protestam pela metade do tempo para a contagem, sendo dois anos e meio para o tempo de serviço e a promoção por escolaridade a cada ano.

Os trabalhadores aproveitam o ato para reivindicar outras demandas. A área da saúde, por exemplo, solicita um aumento de salário de 40%, além da manutenção de vales-transporte e alimentação e o pagamento do prêmio de produtividade para todos os trabalhadores.

4 comentários:

Anônimo disse...

Tambem sou funcionaria estadual concursada mas descriminada pela municipalização,peçam pela desmunicipalização, que é somente uma maneira de descartar o servidor.Obrigada

Anônimo disse...

Todo pessoa tem direito a um salário dígno e um plano de carreira.Os nossos representantes aposentam no segundo mandato e sempre são reagustado o seu salário, por isso devemos fazer justiça com os servidores principalmente na área da educação que é um meio de transformação de uma sociedade crítica e humanista. Obrigada.

Anônimo disse...

Acho que ja passou da hora do governador dar um aumento que atenda as perdas durante esse anos que não tivemos um aumento justo. Somos trabalhadores honestos e merecemos respeito. A saúde está um caos e os políticos fingem que não veem.E um funcionário insatisfeito não pode produzir muita coisa.Aliás somos mágicos em sobreviver com um salário mínimo em um estado que paga muitos impostos,porém com um custo de vida caro para nossos salários.

Anônimo disse...

Eu pergunto ao nosso Governador: se ele sabe quem o ensinou com dedicação e c arinho pra ele chegar hoje, onde está?

Postar um comentário

Atenção:

A permissão de comentários do blog é total. Inclusive com postagem anônima. Isto contudo não quer dizer que não haja moderação dos mesmos.

Respeito é a única regra aqui. Respeito, afinal de contas, é uma palavra que resume bem o objetivo maior de nossa luta.

Deixe sua mensagem, e, dentro do possível, tente somar. Já estamos fartos de "descontos".